Hoje venho-te falar de como saberes o que queres. De fazeres o que queres e assim criares a TUA vida ideal.

Primeiro, claro, é preciso saberes o que queres.

E isso por vezes é bastante difícil, porque há uma grande parte do que pensamos que queremos que é influenciada pela nossa infância, pais, coisas que apanhámos na televisão ou de amigos, etc.

Então como saberes o que queres?

Começa por perguntar a ti própria: “O que é que eu quero?” – e responde sem pensar. Parece óbvio mas é muito preciso ;)

Depois podes perguntar: “O que é que eu quero MESMO ou profundamente?” – para teres uma resposta menos superficial.

Escreve num journal (ou também podes meditar sobre este assunto e ver que imagens te aparecem).

Depois podes juntar mais perguntas, porque perguntando de maneiras diferentes vais tendo respostas diferentes.

Por exemplo: “Se eu já soubesse exatamente o que queria, o que era? Se eu tivesse 10 milhões no banco, o que é que queria? Se eu já tivesse … o que é que queria?”

Também podes ter mais respostas escrevendo afirmações por exemplo:
“Agora que sei exatamente o que quero eu … ” – e juntas os sentimentos, crenças ou acções que tinhas se já soubesses. Isso também te ajuda a ganhar claridade.

Mas às vezes continuas com dúvidas, mesmo depois de escreveres tudo isto.

Isso acontece-me bastantes vezes porque às vezes sou indecisa e então não tenho uma resposta clara mas sim várias opções.

Num caso decidi seguir todas as opções.

E agindo ganhamos ganhamos mais informação e podemos decidir mais facilmente. Pensar é escusado (muitas vezes) porque ficamos às voltas com os mesmos pensamentos que não nos levam a lado nenhum. Se começares a agir para cada um dos teus objetivos, vais tendo mais respostas.

Aqui está um exemplo com a minha carreira. Agora estou a fazer três coisas: a trabalhar em informática (que é a minha licenciatura), a candidatar-me ao curso de arquitetura e a escrever este blogue e vender produtos de moda e coaching. Pode parecer muito mas para mim é ótimo assim, porque estou a seguir três coisas que fazem sentido para mim agora.

E há medida que vou agindo, torna-se mais claro o tempo a dedicar a cada coisa e os próximos passos a tomar.

Também podes reparar em “sinais”:

Se uma coisa te chama a atenção, quer dizer que tem a ver contigo. Por exemplo, quando estava a pensar na arquitetura, estava sempre a ver coisas de arquitetura em todo o lado.

Por outro lado, repara naquilo que invejas. Também te pode mostrar uma coisa que queres para ti (quanto mais triggered te sentes, mais é um sinal que é isso que queres :)).

Portanto, para saberes o que queres:

  1. escreve ou medita sobre isso
  2. quando não te consegues decidir, segue todas as opções e/ou age em vez de pensares, até teres as tuas decisões
  3. repara nos sinais e o caminho que te indicam

Finalmente, não tenhas medo de mudar de opinião.

Por vezes podes pensar que queres uma coisa e afinal chegas à conclusão que queres outra. Ou que o que não querias de maneira nenhuma afinal é o que sempre quiseste. Mas só podes saber isto depois de ires atrás de qualquer coisa. Por isso escolhe o que achas agora, e vai mudando se for isso que passaste a querer.

Como Saberes o Que Queres na Tua Imagem e Estilo

Podes fazer da mesma maneira!

  1. escreve ou medita sobre isso: visualiza-te com o estilo que gostas ou descreve o que gostavas de sentir em relação ao teu estilo, num journal.
  2. quando tiveres dúvidas, segue todas as opções e/ou age em vez de pensares, até teres as tuas decisões: vai experimentando peças e deixa de lado o que não gostas e não funciona contigo.
  3. repara nos sinais e no caminho que te indicam: se uma peça te chama a atenção, essa deve ser a peça certa. se adoras o estilo de alguém, alguma parte do que ela usa vai ter a ver contigo. etc.

Boas escolhas!!!

Beijinhos
Lena*

P.S. Aqui está outro exemplo de como uma ação te ajuda a perceber o que queres. Experimentei o smoothie da foto no topo do post, chamado bubblegum smoothie e que sabe mesmo a pastilha elástica gorila de morangos. Foi uma ideia da minha filha. Estava na dúvida se era bom, mas para variar e experimentar coisas novas resolvi pedir. Conclusão: foi giro experimentar uma coisa nova mas percebi que prefiro coisas mais saudáveis, com fruta :)

como saberes o que queres

Capítulo Gratuito

Recebe o capítulo gratuito "10 Regras de Styling para Criar Conjuntos Espetaculares" do meu e-book de estilo

Powered by ConvertKit
Author

Write A Comment