Hoje quero-te falar de como ouvires a tua intuição, alma ou higher-self?

Durante muito tempo fiz posts de moda mas a partir de certa altura comecei a ter vontade de escrever sobre coisas mais deep. Por um lado fiquei cansada de estar sempre a explicar a mesma coisa sobre moda. E por outro queria ter um impacto maior na vida das pessoas.

Para ajudar alguém a ter uma vida melhor, acho que é preciso mudar a maneira como a pessoa pensa.

Os nossos pensamentos controlam a nossa vida. E também as nossas crenças, que controlam os nossos pensamentos.

Então hoje quero-te falar de ouvirmos o nosso Higher-Self, alma, intuição ou outro nome que querias usar. Aquela parte de nós que é espiritual. Aquela parte de nós que é mais calma, que sente que tudo está bem. Que pensa melhor ou nem sequer pensa porque já sabe tudo o que está dentro de nós.

Durante muito tempo tentei ouvir essa parte de mim sem conseguir mesmo. Não sabia se era o meu higher-self ou o meu lower-self (ou ego – não o da psicologia) a falar. Porque não reparava bem no que dizia a mim própria e por isso não sabia se as minhas decisões anteriores tinham sido guiadas pelo Higher-self ou pelo ego.

Para o higher-self, ou para a tua alma, o que importa és tu e o teu bem estar. E se a seguires, as coisas vão acontecer conforme o teu próprio caminho interior. Ou seja, seguindo o teu higher-self, vais seguir o melhor caminho para ti. Enquanto que o ego vai tentar manipular-te e é influenciado por várias coisas negativas – medos, crenças negativas que não te ajudam, etc.

Claro que há uma parte de nós que também se chama ego, da psicologia, e que é positiva porque nos ajuda a pensar sobre as coisas e a perceber as situações. Pensar também é importante ;).

Mas se conseguirmos ouvir a nossa intuição, ela vai-nos guiar melhor para o nosso caminho, sem termos de pensar tanto. Vamos sentir uma certeza, vamos saber a verdade. E vamos sentir que é a coisa certa para nós.

Como Ouvires a Tua Intuição, Alma ou Higher-Self

1. A tua intuição nunca está desesperada
Uma coisa que percebi que é diferente entre a intuição e o ego, é quando parece que estamos desesperadas por alguma coisa e quando parece que isso tem que acontecer e já. Ou seja, quando estás needy.

Isso vem do ego, de uma ideia de agora ou nunca, de oportunidades perdidas que não podem voltar, de uma ideia de lack e not enough. Essa não é uma mensagem do nosso higher-self.

Para o higher-self tudo está bem AGORA. Nós estamos completas agora. Não falta nada agora. Podemos estar perfeitamente bem agora. Tudo está dentro de nós agora e nós podemos aceder a qualquer sentimento que queremos agora. Por isso não há pressa, não há ultimatos, nunca há falta de oportunidade.

Quando ouvimos o nosso higher-self, a nossa vida fica muito mais fácil. Podemos ver as coisas mais claramente.

Estou-me a lembrar de uma frase muito gira da Erin Stutland, sobre não estarmos ansiosas pelas coisas:

“What is for me, cannot pass me. What is meant for me arrives. Perfect blessings, perfect time.”

Claro que pensar assim pode dar medo. Pelo menos se pensas como eu, que não gosto de perder tempo nenhum e começo logo a entrar em stress a pensar: “Se fico à espera nunca mais chega, tenho que fazer alguma coisa, etc.”

Mas esta frase não quer dizer que não vais agir para que as coisas que desejas aconteçam. Quer dizer que enquanto fazes, não vais estar em stress, com medo que não as possas ter nunca. Nem focada no que agora não tens e queres ter.

Porque aquilo em que te focas é o que recebes de volta. Por isso não te queres focar no que está em falta mas sim no que desejas para ti. E com calma vais chamando essas coisas para ti.

2. As mensagens da tua intuição não aparecem no meio de sentimentos negativos

Outra coisa é quando estamos cheias de sentimentos negativos. Quando estamos a ouvir o nosso higher-self, os sentimentos são positivos e calmos. Não há ansiedade nem medo. Pelo menos logo. Pode haver medo quando pensamos no que tem que acontecer para criar alguma coisa que vem do higher-self, mas esses medos não vêm da tua intuição.

3. A tua intuição não fica num ciclo infinito de pensamentos
Finalmente uma terceira maneira é quando estamos a pensar demais numa coisa, num ciclo infinito que não acaba. Quando estamos a tentar arranjar uma solução pensando sobre o assunto, mas não saímos do mesmo sitio. Ou quando estamos obcecadas com um certo tema e estamos sempre a voltar a ele.

Se alguma coisa nos dá ansiedade, não vem do higher-self, vem do ego.

Uma coisa que tenho feito é desistir de pensar sobre um assunto, quando vejo que ando às voltas sem encontrar uma solução. Deixo ir e fico à espera que a resposta venha, de uma maneira ou outra, naturalmente.

Como Podes Agir

A partir de agora, repara como te sentes ao longo do dia, e donde vêm os teus pensamentos. Se vêm de ansiedade e medo, são do lower-self. Se vêm de um local calmo, de amor e confiança vêm do higher-self. Ao longo do tempo, vais começar a reconhecer melhor a tua intuição.

E é isto, espero que tenhas gostado!!!

Beijinhos,
Lena

P.S. Estar no momento a apreciar uma paisagem faz-te sentir calma? É uma boa altura para ouvires a tua intuição ;) xxx

P.P.S. Estás interessada em melhorares a tua vida? Cansada de sentir que nada corre como queres?

Ia começar o novo curso de journaling “Vive a vida que imaginaste” no dia 10, mas resolvi adiar para começar no dia 20.

É que calculei mal os prazos e o tempo que tinha para fazer tudo, senti que estava a ficar stressada e esta é a melhor solução para mim.

Há uns tempos atrás, provavelmente não fazia isto porque estava muito centrada na maneira CERTA de fazer as coisas (e quem tinha decidido que era essa a certa, de qualquer maneira?). E se tinha dito uma coisa tinha que a cumprir no matter what.

Mas agora oiço mais a minha intuição e o que faz sentido para mim, já que o melhor para mim é o melhor para todos os que me rodeiam e em relação a este curso, isto é sem dúvida o melhor ;)

Uma das maneiras que uso para ouvir a minha intuição é fazer journaling, e neste curso vou-te explicar como.

Resolvi fazer um curso de journaling porque ultimamente uso o journaling para muitas coisas diferentes:

  • defino a vida que quero criar para mim, e faço com que ela aconteça
  • resolvo problemas de todo o tipo – relações, indecisões, claridade, etc.
  • melhoro a minha ligação ao meu higher-self
  • e muito mais

Podes saber mais sobre o curso clicando o link em baixo:

Curso de Journaling: “Vive a Vida que Imaginaste”

Se tens alguma dúvida envia-me uma mensagem para lena@lenapenteado.com.

xxxx

Free Chapter

Screen shot 2017 02 24 at 22.14.24

Get the free chapter "10 Styling Rules to Create Amazing Outfits", from my style e-book

Powered by ConvertKit
Author

Write A Comment