Hoje queria-te falar de como tu és a pessoa que cria a tua realidade.

Acho que já falei disso aqui mais vezes, mas é sempre bom repetir.

Muitas vezes desistimos e achamos que não somos suficientes para os nossos objetivos. Achamos que a vida nos está a mostrar que as coisas não funcionam para nós.

Mas a verdade é que os obstáculos que nos aparecem na vida não são sinais que estamos no caminho errado. Podem ser até, mas também podem ser sinais que precisas de continuar para a frente, através dos obstáculos, para conseguires aquilo que desejas.

Quando alguma coisa não está a correr como queremos uma pergunta boa (depois de dizermos “Eu criei isto” e percebermos que nós criamos a nossa realidade) é: “Porque é que criei isto?” E depois “O que quero criar em vez disto?”

Por exemplo, noutro dia fiz um personal shopping com uma cliente que não era a cliente ideal para mim. Depois de me perguntar “Porque é que criei isto?” Respondi que foi porque não quero realmente fazer personal shoppings.

Tinha tomado essa decisão há algum tempo, mas depois não respeitei aquilo que me foi dito pelo meu higher self. Não liguei à minha intuição.

Achei que talvez fosse só um capricho, falta de vontade, preguiça? E afinal é uma coisa que as pessoas querem por isso porque não? Certo? ;)

E também percebi que criei isso para ter mais clareza e perceber que realmente nós escolhemos as nossas clientes.

Às vezes ouvia outras empresárias dizer isso e pensava – mas que antipático, estarem a excluir pessoas, assim também não me apetece ir falar com elas porque tenho medo de ser excluída…

Mas depois desta experiência percebi. É que há pessoas que realmente não são as ideais para trabalharem conosco. Seja porque não sentimos que nãos as podemos mesmo ajudar, por uma razão ou outra (e alguém pode ajudar melhor), seja porque têm uma atitude que não vai levar a um serviço concluído com sucesso.

É como por exemplo um terapeuta que quer trabalhar com pessoas que sabe que pode ajudar e que podem ter resultados. Mas não tem interesse trabalhar com um cliente que há partida achamos que não vamos conseguir ajudar e não vai ter resultados (pelo menos conosco).

Não sei se viste o filme “Jerry McGuire” mas lembrei-me desta cena quando estava a pensar neste post, LOL:

E em relação à pergunta: “O que quero criar em vez disto?” – a resposta é que quero criar um negócio com clientes com quem gosto de trabalhar, em que fazer os serviços é divertido e calmo. Com pessoas que vejo que posso ajudar a terem ótimos resultados.

E também que não quero fazer certos tipos de serviços 1:1 como um personal shopping ou remodelação do roupeiro. Quero concentrar-me antes em fazer programas de grupo e coaching 1:1 por telefone.

Também percebi que quero criar um negócio mais bem definido, em que sei exatamente o que adoro fazer e só ofereço isso. Onde os meus programas são os programas ideais, não só para os meus clientes mas também para mim e que eu mais quero fazer.

Por isso fico contente de estar a oferecer o programa “Cria o que desejas: Vive a vida que imaginaste” porque é um programa de journaling que adoro. O journaling é uma das coisas que mais me ajuda em tudo na minha vida.

Aliás é o que agora uso para organizar o meu dia, decidir as minhas ações, perceber problemas, resolver triggers, enfim, tudo e mais alguma coisa.

Estou a pensar ter poucos programas durante este ano, mas programas que são os que mais gosto. Além do programa de journaling que estou a promover agora, vou ter o curso de estilo Stylish EveryDay mais para a frente durante o ano.

E talvez seja só isso (pelo menos em termos de programas mais demorados)! Ou talvez mude de opinião e faça mais cenas. Mas uma coisa é certa: vão ser só coisas que eu adoro :)

Agora experimenta tu. Pensa numa situação que não querias ter agora na tua vida e responde a estas perguntas:

“Porque é que criei isto?”
“O que quero criar em vez agora?” ou “O que quero criar em vez disto?”

E na primeira pergunta podes e deves ir mais fundo, perguntado “E mais?”.

Beijinhos,
Lena*

P.S. Este é um dos exercícios de journaling que ensino no programa: “Cria o Que Desejas: Vive a Vida que Imaginaste”.

É um dos únicos programas mais longos que vou oferecer este ano! Lá dentro podes tirar todas as tuas dúvidas.

Se estás decidida a agir para mudar a tua vida, se há coisas que não estão a funcionar e não sabes porquê, se achas que podias estar mais em contacto contigo e com a tua intuição, este programa é ótimo para ti!

Foi através das técnicas que te vou ensinar neste programa que mudei muitas coisas na minha vida, incluindo as relações com outras pessoas, a maneira como me vejo e a minha identidade, o que acredito sobre o mundo, sobre mim, sobre tudo.

Fiz vários cursos de journaling e mindset com os melhores coaches, e continuo a fazer. Todos os dias uso prompts de coaching de programas que estou a fazer, para evoluir e aprender mais.

Gostas de aprender? És ambiciosa? Gostas de evoluir? E mais importante do que tudo: Queres evoluir, mesmo?

Vê tudo e entra aqui: Cria o Que Desejas – Vive a Vida Que Imaginaste

Fiz este programa porque quando estava numa altura da minha vida em que não sabia mesmo o que fazer, como andar para a frente, e como é que tinha chegado a este ponto de dúvidas e incertezas. E também numa altura em que me sentia deprimida e sem objetivos… foi através do journaling que mudei tudo isso e percebi o que fazer, como andar para a frente através das dúvidas e incertezas. E como sair da depressão e ter novos objetivos, melhores do que alguma vez tive.

Foi nessa altura por exemplo que resolvi começar a fazer surf, que descobri novas coisas importantes para mim que nunca tinha percebido antes. Que comecei a tirar prazer de pequenas coisas como sentar-me num banco de jardim a comer uma taça de açaí. Que passei a viver um dia de cada vez e que comecei a gostar outra vez dos meus dias.

Vê tudo e entra no programa aqui

XXX

Photo: @Maya_Gypsy

Free Chapter

Screen shot 2017 02 24 at 22.14.24

Get the free chapter "10 Styling Rules to Create Amazing Outfits", from my style e-book

Powered by ConvertKit
Author

Write A Comment