Então é assim que chegas onde queres ir: começas a agir como a tua versão que já lá está.

Oiço isso muitas vezes e às vezes sinto que consigo, outras vezes sinto-me perdida e não faço ideia de como ser essa pessoa.

Ainda não estou lá, como posso saber?

Sei que posso modelar outros que já conseguiram e depois criar o meu próprio método, usando o que funciona para mim.

Esse é um bom caminho.

Mas no dia-a-dia, quando tenho que tomar uma decisão, às vezes não é tão fácil saber qual é a ação alinhada. A ação que eu fazia se já fosse a minha versão 2.0.

Por exemplo, hoje tive que tomar uma decisão simples entre ir ao ginásio primeiro ou escrever este post primeiro. E simplesmente não conseguia decidir. O que é melhor? O que devo fazer primeiro?

No final, não é assim tão importante, percebo isso agora. Mas quando estava a decidir, senti que podia ser a diferença entre ser capaz de escrever e sentir-me inspirada, ou não.

Num momento lembrei-me que isso não era assim tão importante: se estivesse comprometida a escrever o post, ia escrevê-lo. Mas passei muito tempo a tomar essa simples decisão. Talvez com medo de acabar por não ir ao ginásio ou não fazer o post.

É mais fácil quando estás na tua rotina habitual. As rotinas dão liberdade porque não precisas tomar tantas decisões. Mas hoje mudei um pouco as coisas, vou sair com minha irmã, o meu marido precisa de levar o carro, então é um dia mais complicado … um dia diferente.

Então, o que fazer quando as coisas são diferentes? Como agir como essa pessoa?

Tentei tornar-me nela sentindo como ela se sente – que é super calma e relaxada (percebi isso numa visualização que fiz) – mas não funcionou muito bem.

Ela acabou por me dizer que escolhesse o que escolhesse estava tudo bem. Que podia até não ir ao ginásio e não escrever o post, sem problemas. Claro :) Mas não é assim que me estava a sentir!

Finalmente decidi escrever o post primeiro, ir ao ginásio a seguir ou apenas andar a pé mais tarde.

Porque estou a tentar uma coisa nova que é escrever o meu post o mais cedo possível, todos os dias. Então prefiro escrever antes de fazer outra coisa qualquer, como ir ao ginásio. Assim posso ir com a certeza que uma parte importante do meu trabalho está feita.

Tudo isto para te dizer que, depois de pensar um pouco sobre isso, há várias maneiras de te tornares a tua próxima versão e agires a partir daí. Aqui ficam…

3 Maneiras de Seres Ela

  1. Vê o que fazem as pessoas que já estão onde queres estar, e adapta as suas estratégias a ti própria. Torna-as tuas.
  2. Escreve sobre a tua vida ideal: Quem é aquela miúda que tem tudo o que queres e o que é que ela faz na sua vida (todos os dias, todas as semanas, todos os meses, todos os anos). Então podes criar a sua rotina e é mais fácil fazê-la.
  3. Quando os dias são diferentes, quando as coisas não correm como planeado, põe-te no lugar dela e pense como ela. O que é que ela faria? Se mesmo assim, não conseguires encontrar uma solução, lembra-te: é assim tão importante o que fazes num dia? O que importa é o que fazes na maior parte dos dias :) E faz o que quiseres!

A vida é curta, por isso aproveita!

Beijinhos,
Lena*

P.S. Estás cansada de te sentir presa no mesmo sítio? Queres criar uma vida espetacular, que sempre quiseste ter? As coisas não vão acontecer sozinhas, só tu podes criá-las. E eu posso ajudar-te no novo programa A Stylish Beautiful Life. Vê tudo aqui: http://www.lenapenteado.com/astylishbeautifullife-pt xxx

Receive Your Dreams

Screen shot 2019 05 16 at 16.30.22

Receive the free training:

"A Simple Way to

Get the Life of Your Dreams"

Powered by ConvertKit
Author

Write A Comment