Hoje queria-te falar de emoções.

Normalmente, temos medo delas. Fugimos delas. Não queremos senti-las.

Mesmo que seja uma emoção positiva, podemos evitá-la.

Porque achamos que não vai durar.

Por isso, como é que lidas com as tuas emoções?

O Carl Jung diz que não há transformação sem emoção.

Tudo começou com elas: Os limites que criamos. As coisas que guardamos no nosso inconsciente.

E se queremos transformação, então bem… não há outro caminho. Temos que ir na direção do que mais nos assusta… sentir.

Sentir pode ser espetacular. Mas também pode ser aterrorizador.

Mas não precisa ser.

Pensamos que, se ficarmos com as emoções difíceis, elas nos podem destruir de certa forma. Temos medo de ir na espiral negativa, tão fundo que não conseguimos sair dela.

Mas isso não acontece.

As emoções vêm e vão. Na maior parte das vezes, duram alguns segundos, minutos e desaparecem.

Então essa é a primeira coisa.

Não tenhas medo de sentir.

Na verdade é o que dá à vida um pouco mais de significado e interesse, não achas?

Não precisamos de ter medo do que nos faz sentir.

Precisamos de aceitar isso.

Vai em direção ao que te está a assustar. O que te faz sentir confusa, zangada, irritada, humilhada, envergonhada.

Vai em direção a tudo. Aceita tudo.

Sente tudo.

Deixa estar.

E acima de tudo, precisamos aceitar todas as emoções. Vê-las como amigas. Como boas mensageiras que estão aqui para nos servir.

Para nos ajudar a chegar a outro lado. Um lado de nós que não conhecemos. Que ainda não vimos. Que está escondido por todas as regras que temos para nós próprias.

As emoções ajudam-te a conheceres-te melhor e a teres acesso ao teu inconsciente. E ajudam-te a transcender o sitío onde estás e chegar onde queres estar.

As emoções podem fazer tudo isso por nós, mas só se as deixarmos.

Só se estivermos lá para elas, como elas estão lá para nós.

Só se tivermos a coragem de enfrentá-las, de ficar com elas. Para ouvir o que têm a dizer. Sem julgar.

E de lhes dar as boas-vindas :)

Então podemos aprender e crescer. Podemos usar essa energia, toda essa energia, para nós. Podemos ver que não há nenhum problema com nenhuma emoção.

Podemos só sentir e estar nessa energia, não importa qual.

Se não dermos uma label, se não categorizarmos cada emoção como boa ou má, podemos ver que é apenas energia.

E energia que podemos usar a nosso favor. Com que podemos estar, em vez de usá-la para nos deitar abaixo.

É uma coisa estranha e interessante, ficar com uma emoção sem lhe dar um nome. Sem lhe dar um significado. Apenas ficar ali, a sentir a energia.

Parece uma coisa completamente diferente.

Agora que não estás a dizer que te sentes deprimida ou em baixo, estás só a sentir.

E podes ficar calma e bem com esse sentimento. Podes sair dele num instante. E também podes entrar mesmo nele, sem acreditar em nenhuma história, porque não estás mesmo a ouvir.

Não há histórias se apenas sentires sem julgar. Todas começam a desaparecer e há apenas a emoção, que podes aproveitar e sentir.

Essa tem sido a minha experiência, pelo menos ;)

Por isso experimenta.

Aqui está o que podes fazer da próxima vez que sentires uma emoção forte, como raiva ou medo, ansiedade, depressão:

Fique com ela. Pensa que é apenas energia a passar pelo teu corpo. Não lhe dês um nome/etiqueta. Pensa que está tudo bem, tu consegues sentir isto. Consegues facilmente.

Senta-te e fica ali. Não julgues, não te sintas mal por teres esta emoção.

E também podes perguntar à emoção: O que é precisas? E ver o que vem para ti.

Beijinhos,
Lena*

P.S. Se tens dúvidas sobre como ficar com as tuas emoções, tenho uma visualização guiada gratuita que te mostra exatamente como ficar com emoções. Podes ouvi-la no workshop gratuito Calma & Com Poder. Entra aqui: Calma & Com Poder

Calma & Com Poder

Img 8785

Recebe o workshop gratuito Calma & Com Poder: De Medo para Poder. Vê como usar emoções poderosas a teu favor, e transforma a tua vida.

Powered by ConvertKit

Write A Comment