Quando tinha 30 anos fui despedida num lay-off

Já alguma vez foste despedida? Se calhar não, mas não é fácil. Apesar de até ter justificação para isso e perceber pq me escolheram a mim, no momento, doeu a sério.

Ter q estar a olhar e a tentar manter uma poker face, enquanto nos estão a dizer q, por uma razão ou outra, já não nos querem ali, não é fácil. Eu não queria mesmo chorar mas não consegui impedir que os meus olhos se enchessem de lágrimas.

Na minha mente só tentava passar pensamentos positivos q não me deixassem desatar a chorar ali mesmo à frente de um dos responsáveis da empresa.

“Não vou chorar, não vou chorar, não vou chorar”

E às tantas era só esse o meu pensamento, enquanto ele continuava a dizer coisas que eu já não estava a ouvir e nem queria saber. Justificações e razões que soavam a nada. Não me queria sentir ainda mais humilhada do que já me sentia naquele momento e só queria fugir dali para fora, o mais depressa possível. Pegar nas minhas coisas e sair falando com o mínimo de pessoas pq tb não queria encarar os meus colegas e sentir ainda mais vergonha pelo que tinha acontecido.

E quando saí cá para fora, já era noite cerrada, corri para o carro para finalmente poder chorar. Aí vieram todos os pensamentos negativos e no meio da minha tristeza, parada no meio do trânsito, liguei para o meu marido e comecei a contar-lhe a “minha desgraça”.

Nem reparei q estava um polícia naquela estrada, mesmo ao meu lado, que me disse para abrir a janela e mandou-me encostar o carro. E aí claro, já não conseguia para as lágrimas. Sentia-me a pessoa mais infeliz do mundo. Comecei a contar ao meu marido: “Agora está aqui um polícia a mandar-me parar! Fui despedida e ainda vou ter que pagar uma multa.” E desatei a chorar tanto que o polícia ficou a olhar para mim e me disse para continuar e não usar mais o telefone. E foi o q fiz.

No caminho fui buscar o meu filho ao infantário e continuei para casa. Estava imenso trânsito e eu só queria chegar. Como não tinha lugar cá fora, resolvi entrar na garagem q era super apertada (e o meu carro era uma carrinha bastante grande).

Claro q no meio de toda aquela negatividade, quando ia estacionar enganei-me, não saí da marcha atrás e avancei… para cima de um poste da garagem q deu cabo da traseira do carro e partiu o vidro todo…
O meu filho só dizia “PUM” e batia as mãos, pq não sabia falar ainda.

E assim acabou a memória dessa noite fatídica ;)

Só que depois da tempestade vem a bonança!

E daí decidi duas coisas: a primeira foi que nunca mais ia ser despedida e a segunda, que ia fazer o meu próprio trabalho. Que melhor maneira há de nunca ser despedida? ;)

Naquele momento em que o Universo decidiu por mim que era a altura de sair daquela situação, de um trabalho em que já não me sentia feliz, eu resolvi que ia fazer o que realmente queria.

Começando por aproveitar ao máximo a infância do meu filho e ficar com ele em casa durante um ano, até ele ter 3 anos e entrar na infantil.

E assim começou um dos períodos mais felizes da minha vida :)

E a conclusão desta história é que às vezes é preciso um empurrão do Universo: uma data de coisas a correrem mal para irmos ao fundo do poço e termos coragem de dizer CHEGA e tomar uma atitude diferente.

E às vezes temos a SORTE do Universo nos dar esse empurrão, mesmo que na altura não pareça assim.

Outras vezes não temos essa sorte e tens q ser tu a ganhar a coragem, a olhar talvez para tudo de negativo que passas por causa de te manteres numa situação profissional que sabes ou desconfias que já não é a certa para ti…. e dizer CHEGA!

Chega de sacrificar a minha vida e o meu tempo a fazer uma coisa q não gosto e não quero fazer!
Chega de não acreditar que posso viver a minha vida como eu quero viver!
Chega de ouvir as promessas de um emprego seguro que numa tarde, numa conversa de 15 minutos, me foi tirado.
Chega de ter que levar o meu filho para o infantário às 8h da manhã, cheia de medo que não lhe deem atenção, o deixem a chorar e o traumatizem…
Chega de no Sábado já estar deprimida pq parece que segunda está aí à porta!
Chega de tentar encaixar na caixa que fizeram para mim…

E está na hora de acreditar que posso viver a vida que quero.

De tomar as decisões que me dão poder.

De confiar na vida e ver onde é que ela me leva.

E para ti:

Será que está na altura de dizeres chega também?

De trabalhares naquilo que adoras?

De decidires o teu futuro baseada em possibilidades e não em limitações?

Espero que sim :)

E se sim, para a semana que vem tenho uma jornada de lives que te podem ajudar!

Chama-se Jornada Nova Profissão depois dos 40 e vou-te mostrar como ganhar clareza sobre a tua profissão ideal para teres um trabalho que te dá prazer.

Vai ser no meu instagram @lenapenteado. Entra no grupo de whats app (https://bit.ly/aviso-lives-semanais) para seres avisada das lives e também receber em primeira mão uma surpresa, uma condição diferenciada q vou oferecer!

Beijinhos,
Lena

Encontra o Teu Propósito

Recebe a visualização gratuita e descobre:

o que te está a impedir de encontrares o teu propósito + o que realmente desejas + o teu próximo passo

Powered by ConvertKit

Add A Comment

you MUST enable javascript to be able to comment